Vida, dependência e conhecimento de Jesus

Os cristãos são chamados por Deus, em seu plano eterno a viverem uma vida de plena certeza de que ele estará sempre com eles e sempre será o Deus criador e provedor da sua obra e dos seus obreiros.

Muitas vezes parece que estamos sós, que o Senhor não está perto, como vemos neste trecho do evangelho, onde os discípulos sabiam que o Senhor havia ressuscitado e já dera provas da sua presença junto a eles (João 20). Mas eles ainda precisavam aprender, mais uma vez, ou necessitavam que esse ensino fosse reforçado – que o Senhor jamais desampara os seus discípulos, ainda que pareça o contrário (v.4,9).

Uma verdade não pode ser mudada – os discípulos precisam trabalhar para suprir seu sustento (v.3). Mas, essa verdade, o discípulo precisa ainda trabalhar para suprir seu sustento, necessita estar na dependência do Senhor e que ele só terá resultados proveitosos se forem guiados pela Palavra do Senhor Jesus (v.5-6). Pois somente Ele pode nos suprir com suficiência e abundância (v.7,11). Não podemos esquecer que ele ainda é o Criador e Provedor de todas as coisas, ele ainda pode criar ainda peixes e pães(v.9).

Outra verdade é que o Senhor sempre contará e utilizará do fruto do nosso trabalho (v.10) para executar e aperfeiçoar o seu trabalho em nossa vida, dos nossos irmãos e da sua obra na terra, que será expandida através do ministério do Espírito Santo em nós e por meio de nossas mãos e pés. Tendo a plena garantia que, debaixo de sua direção e governo (v.11c), nada se perde, sempre haverá fruto permanente (João 15).

Esse certeza. Essa confiança. Esse trabalho sempre vai produzir o resultado da maturidade cristã, por meio da progressão da fé, da revelação e do conhecimento mais profundo e experiencial de quem é o nosso Salvador e Senhor (v.12-14).

Prossigamos crendo, confiando e trabalhando debaixo da Palavra do nosso querido Provedor.


--

Douglas Bataglião

Comentários